• Sexta-Feira, 19 de Julho de 2024

Presidente da Alepi exonera comissionado condenado por improbidade administrativa

Luciano Macário era lotado na liderança do Partido dos Trabalhadores, com salário de R$ 13.983,02

Presidente da Alepi, Franzé Silva (PT) / Foto: Cidade Verde

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Franzé Silva (PT), decidiu exonerar Luciano Macário de Castro, ex-vice-prefeito de São Raimundo Nonato, condenado por improbidade administrativa.

A portaria de exoneração de Luciano Macário de Castro foi publicada no Diário Oficial da Alepi em 29 de maio, com efeitos retroativos ao dia 1º do mesmo mês.

Luciano Macário, que estava lotado na liderança do Partido dos Trabalhadores (PT), vinha recebendo um salário de R$ 13.983,02 desde outubro. Ele foi denunciado à Justiça Federal por irregularidades na execução de uma obra de implantação de um sistema de abastecimento de água em Tamboril do Piauí.

Em 2017, Luciano Macário foi condenado por improbidade administrativa, resultando na suspensão de seus direitos políticos por oito anos, uma multa de R$ 68 mil e a proibição de contratar com o Poder Público por dez anos.

A condenação de Luciano Macário consta no Cadastro Nacional de Condenações Por Atos de Improbidade Administrativa e Inelegibilidade, um sistema que registra informações sobre processos já julgados. Luciano Macário é pai do vereador Luciano Macário Filho, de São Raimundo Nonato.

Portaria de exoneração/Foto: Reprodução.
 

Fonte: 180 Graus

Compartilhe:

Comentar

0 Comentários

  1. Nenhum comentário registrado para esta matéria. Seja o primeiro!

Veja Também