• Sexta-Feira, 19 de Julho de 2024

Rafael Fonteles encerra primeiro ano de mandato sem retomar as obras paralisadas em Picos

Em maio de 2023 o governador prometeu aos vereadores retomar obras em Picos, mas até hoje nada

Rafael Fonteles não retoma obras do estado paralisadas em Picos / Foto: José Maria Barros/Divulgação

POR JOSÉ MARIA BARROS/INFORMA PICOS

Diferente da propaganda oficial, o governador do Piauí Rafael Fonteles (PT), encerrou o ano de 2023 com resultados nada positivos em relação ao município de Picos. Nem mesmo a promessa que fez aos vereadores aliados de retomar as obras paralisadas foi cumprida e, a maioria delas continua abandonada ou então andando a passos de tartaruga.

Obras do novo hospital de Picos se arrastam desde 2010/Foto: José Maria Barros.
 

Por mais de uma vez, o governador Rafael Fonteles (PT) anunciou que as obras do novo hospital regional de Picos seriam concluídas em dezembro de 2023, mas, pelo que se vê, foi mais uma promessa não cumprida.

O governador também anunciou a construção do Centro Integral de Educacional Especial (CIES) no bairro Pedrinhas, mas, até hoje só existe a placa em um terreno já tomado pelo mato.

Centro Integrado de Educação Especial nas Pedrinhas ficou apenas na placa/Foto: José Maria Baarros.
 

Ao contrário do discurso dos aliados aliado, o governo do estado transformou o município de Picos num celeiro de obras inacabadas e quem sofre com isso são os moradores, que pagam impostos e não contam com o retorno esperado em benefícios.

Obra do Teatro de Picos anda a passos de tartaruga/Foto: José Maria Barros.
 

Obras inacabadas 

São várias obras importantes de infraestrutura de responsabilidade do governo do estado que estão paralisadas em Picos ou andando a passos de tartaruga, dentre as quais o Centro Cultural (teatro), localizado em frente a UFPI, cujo serviço foi iniciado em 2018 e nunca concluído.

Reconstrução da sede da 9ª GRE foi paralisada e abandonada/Foto: José Maria Barros.
 

A reconstrução do prédio da 9ª Gerência Regional de Educação que custaria aos cofres públicos R$ l milhão e 792 mil foi paralisada e abandonada. O imóvel não tem sequer segurança e até mesmo a placa com as informações sobre a obra foi retirada.

Obra do poliesportivo do Junco se arrasta desde 1997/Foto: José Maria Barros.
 

Também esta paralisada e abandonada a construção do ginásio poliesportivo do bairro Junco, cujas obras tiveram início em 1997. Anda a passos lentos a reforma da unidade escolar estadual Jorge Leopoldo, no bairro Catavento, onde parte de sua estrutura desabou no dia 2 de setembro do ano passado.

Reforma da Escola Jorge Leopoldo anda a passos lentos/Foto: José Maria  Barros.
 

Já a escola José de Deus Barros, no bairro Parque de Exposição, está fechada e abandonada faz mais de dois anos.

Escola José de Deus Barros foi fechada pelo governo do estado/Foto: José Maria Barros.
 

Elefante branco

Iniciada em 2008 com prazo de conclusão de 180 dias, ficou inacabada a Obra de construção do quartel do Corpo de Bombeiros Militar em Picos. Orçada inicialmente em R$ 513 mil, a obra teve o valor acrescido para R$ 900 mil e mesmo assim não foi para frente. Atualmente não passa de mais um elefante branco bancado com dinheiro do contribuinte.

Inacabada, sede do Corpo de Bombeiro foi abandonada pelo governo/Foto: José Maria Barros.
 

Outro elefante branco é a Casa da Gestante, Bebê e Puerpera localizada no bairro Morada Nova. A obra foi concluída em 2017, mas, nunca funcionou nada no local, que hoje se encontra abandonado e depredado.

Casa da Gestante, Bebê e Puerpera foi abandonada pelo governo/Foto: José Maria Barros.
 

O governo do estado também não retomou as obras de construção da Academia de Saúde do povoado Fátima do Piauí e nem o Centro de Convenções.

Academia de Saúde de Fátima do Piauí ficou só no papel/Foto: José Maria Barros.
 

A pavimentação asfáltica da rodovia estadual PI-238 no trecho Picos a Sussuapara anunciada em novembro passado também não andou. Até o momento foi feita apenas um serviço paliativo na altura do bairro Ipueiras e, devido às primeiras chuvas começam a surgir os primeiros buracos.

Rcuperação da rodovia estadual Picos a Sussuapara ainda não começou/Foto:José Maria Barros.
 
Placa com informações sobre a obra/Foto: José Maria Barros.
 
Obra do Centro de Convenções nunca foi concluída/Foto: José Maria Barros.

 

Compartilhe:

Comentar

0 Comentários

  1. Nenhum comentário registrado para esta matéria. Seja o primeiro!

Veja Também