• Segunda-Feira, 04 de Março de 2024

Árbitro relata ofensas de técnico e dirigente da Sep em jogo da última rodada

Ofensas teriam sido proferidas pelo técnico Felipe Sousa e por João Victor, dirigente do clube picoense

Técnico da Sep, Felipe Sousa / Foto: GE/PI

O árbitro da partida entre Sociedade Esportiva de Picos (Sep) e River, Ideilon Helton Alves Lima, relatou em súmula ofensas por parte de dois membros da equipe picoense. O treinador Felipe Sousa e João Victor Pinheiro, dirigente do clube.

No documento, o árbitro informou que o treinador da Sep chamou o assistente 1 da partida, Raimundo David dos Reis Alves, de "filho da p***, cego e ladrão". Ainda segundo a súmula, membro do estafe do clube, João Victor Pinheiro teria disferido palavrões para todos os membros da equipe de arbitragem.

No jogo em questão, o técnico Felipe Sousa acompanhava o confronto das arquibancadas por ter sido expulso na partida anterior, contra o Altos, após receber dois cartões amarelos por reclamação acintosa contra a arbitragem.

Membros da Sep rebatem

Questionado sobre o episódio, João Victor Pinheiro preferiu não se manifestar e, afirmou que irá aguardar a intimação do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí para expor sua versão dos fatos.

O técnico Felipe Sousa afirmou que a súmula é mentirosa e ressaltou que, apesar de reclamar com a arbitragem, nunca proferiu ofensas contra um árbitro. Além disso, Felipe também destacou situações de jogos anteriores em que questionou a atuação da arbitragem.

“Súmula totalmente mentira, o estádio inteiro estava lá revoltado com a atuação da arbitragem, estava todo mundo xingando, tanto é que vocês da imprensa viram o gol que eles validaram, depois de uma falta clara em Gilmar Bahia. Eu nunca xinguei um árbitro, reclamo sim e muito, mas nunca da forma como esse cidadão colocou. Nós estamos indignados - disse o treinador.

João Victor, dirigente da Sep/Foto: Wesley Monteiro.
 

“Acompanhamos o jogo entre Altos e 4 de julho, onde no primeiro tempo teve muita confusão, expulsão, quatro minutos de parada só no lance do pênalti e o árbitro deu quatro minutos de acréscimo. Daí, qual a justificativa para, no nosso jogo contra o Altos, eles darem 8 minutos? Um jogo onde não teve expulsão, não teve confusão. Mas como nós estávamos vencendo, o Senhor Dib deu oito (minutos) e tomamos o empate aos 50. Esse campeonato está muito estranho e eu me propus a não falar mais sobre a arbitragem. Repito, essa súmula é totalmente mentirosa” – completou Felipe Sousa.

A Sep volta a campo na quarta-feira, 7 de fevereiro, quando enfrentará o 4 de Julho na Arena Ytacoatiara, em Piripiri, a partir das 19 horas. A partida é válida pela quinta rodada do Grupo A do Campeonato Piauiense.

Fonte: GE/PI.
 

Compartilhe:

Comentar

0 Comentários

  1. Nenhum comentário registrado para esta matéria. Seja o primeiro!

Veja Também