• Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020

Ex-presidiário é perseguido e assassinado a facadas no centro de Picos

O crime teria sido cometido por vingança, já que a vítima havia assassinado uma pessoa há dez anos no bairro Malvinas.

Nego Henrique tinha várias passagens pela Polícia / Foto: Arquivo pessoal

Redação/Informa Picos

O ex-presidiário José Henrique da Silva Santos, vulgo Nego Henrique, 32 anos, foi perseguido por quatro homens e assassinado a facadas na madrugada desta quinta-feira, 19 de março, em Picos. O crime teria sido cometido por vingança, já que a vítima havia assassinado uma pessoa há dez anos no bairro Malvinas.

Este foi o quarto homicídio registrado em Picos em 2020, o segundo em menos de 48 horas. A discussão começou no bar da Lúcia, em frente a Prefeitura de Picos e, terminou na praça João de Deus Filho, ao lado da Penitenciária Feminina.

Local onde o corpo foi encontrado/Foto: José Maria Barros.
 

Segundo informações do agente da Polícia Civil Lennon Luz, o principal suspeito de ter aplicado as facadas na vitima, é filho de Cícero Manoel de Assis, que há cerca de dez anos teria sido assassinado por Nego Henrique no bairro Malvinas.
     
O agente Lennon Luiz relatou ainda que uma testemunha contou aos militares que viu quatro indivíduos correndo atrás da vítima. A Polícia Militar rapidamente localizou os acusados e realizou a prisão de três suspeitos no bairro Malvinas. No entanto, um deles conseguiu fugir, sendo este o principal acusado de ter aplicado os golpes de faca em Nego Henrique.

Crime aconteceu nas proximidadees da Penitenciária Feminina/Foto: José Maria Barros.
 

A Polícia Civil está investigando o fato e vai analisar as imagens das câmeras de segurança para ter mais detalhes do homicídio e, concluir qual foi à participação de cada um dos indivíduos no crime. 

Os três suspeitos foram autuados pelo crime de homicídio. O Instituto de Medicina Legal foi acionado e realizou a remoção do corpo para Teresina ainda na madrugada de hoje.

Nego Henrique respondia por crime de homicídio/Foto: Arqquivo pessoal.


 

Compartilhe:

Comentar

0 Comentários

  1. Nenhum comentário registrado para esta matéria. Seja o primeiro!

Veja Também