• Domingo, 22 de Maio de 2022

Escrivão da Policia Civil Abelardo Oliveira morre em acidente de moto

O servidor público pilotava uma motocicleta e colidiu de frente com um ônibus tendo morte no local

Abelardo José de Oliveira / Foto: Romário Mendes

O Escrivão da Polícia Civil de Picos, Abelardo José de Oliveira, de 58 anos, faleceu na manhã desta terça-feira, 11 de janeiro, vítima de um acidente de moto. Ele pilotava uma motocicleta quando colidiu de frente com um ônibus da Itapemirim que transitava em sentido contrário.

Moto do policial ficou embaixo do ônibus/Foto: Reprodução.
 

Segundo as primeiras informações, a colisão frontal aconteceu no entroncamento das rodovias federais, BR-020 e 316, na divisa dos municípios de Picos e Santo Antônio de Lisboa.

Moto ficou embaixo do ônibus/Foto: Reprodução.
 

Mesmo usando capacete, o impacto foi tão forte que o escrivão Abelardo José de Oliveira teve morte no local.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para atender a ocorrência e o corpo foi removido por uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML). As causas do acidente ainda estão sendo apuradas pela PRF.

A Polícia Rodoviária Federal informou que os veículos trafegavam em sentidos opostos da via e que o motociclista se chocou na parte frontal do ônibus. Abelardo veio a óbito logo na via, devido ao impacto da colisão.

Na sua página no Instagram, a Polícia Civil de Picos divulgou nota lamentando a morte do servidor.

Nota da Polícia Civil/Foto: Divulgação.

Nota de Pesar 

A Associação dos Policiais Civis do Estado do Piauí (Apocepi) divulgou nota de pesar pelo falecimento de Abelardo.

Veja a publicação na íntegra: 

É com imenso pesar que a diretoria da Apocepi comunica o falecimento do sócio, amigo e membro do conselho fiscal da Apocepi, Abelardo José de Oliveira, na manhã de hoje na cidade de Picos. 

Abelardo foi vítima fatal em um acidente de transito na BR 020, envolvendo um ônibus da empresa Itapemirim. 

“Não há nenhuma dor que se compare à perda de um ente querido. Não há nada que repare o sofrimento de ver alguém que amamos partir. Para quem fica, resta a saudade, a tristeza e a inconformidade. O tempo não irá apagar a dor e a saudade, mas certamente irá apaziguar e amenizar tamanho sofrimento. 

Acidente ocorreu na manhã de hoje/Foto: Reprodução.
 

Diante da morte não há nada que possamos fazer a não ser rezar. É preciso rezar por aquele que amamos e que partiu, para que descanse em paz e encontre a luz para continuar crescendo espiritualmente. Mas é preciso rezar também por aqueles que ficam, para que encontrem conforto e consigam enviar pensamentos de paz para quem agora já não está entre nós. 

Não podemos nos entregar ao sofrimento. É preciso seguir adiante com a vida, o nosso caminho ainda está por fazer. Levemos viva conosco a lembrança de quem perdemos, lembremos com amor e carinho sempre, mas honremos a sua memória vivendo a nossa vida em paz e com alegria”. 

A diretoria da Apocepi enseja votos de conforto a família de Abelardo José de Oliveira. Que Deus o receba de braços abertos.

Nota de pesar/Foto: Divulgação.


 

Compartilhe:

Comentar

0 Comentários

  1. Nenhum comentário registrado para esta matéria. Seja o primeiro!

Veja Também