• Terça-Feira, 14 de Julho de 2020

Adolescente grávida é assassinada a facadas na zona rural de Itainópolis

Maria Aparecida Espírito Santo de Morais, de 18 anos, foi atraída pelo criminoso para o povoado Campestre, onde aconteceu o crime

Maria Aparecida foi vítima de crime bárbaro em Itainópolis / Foto: Arquivo da família

Uma adolescente de apenas 18 anos identificada como Maria Aparecida Espírito Santo de Morais, foi assassinada com várias facadas na manhã deste domingo, 28, na localidade Campestre, zona rural de Itainópolis.
    
Segundo informações do comandante do Grupamento da Polícia Militar de Itainópolis, sargento Campos, o principal suspeito de cometer o crime é um ex-presidiário conhecido como João Filho, que é parente da vítima e está foragido.
    
Maria Aparecida estava no sétimo mês de gestação e foi encontrada morta por populares por volta das onze horas da manhã deste domingo, 28, na localidade Campestre, zona rural do município de Itainópolis, na região de Picos.

O sargento PM Campos contou que por volta das 8 horas da manhã deste domingo, 28, o principal suspeito pelo crime, João Filho, foi até a residência de Maria Aparecida, que fica distante quatro quilômetros do local onde o corpo foi encontrado. 

Na casa da vítima o suspeito disse que havia comprado uma moto e que ela, a adolescente, viesse até o povoado Campestre para pegar a motocicleta. No trajeto, ele desviou a rota e a levou para um matagal, onde desferiu vários golpes de faca contra a adolescente, que não sobreviveu.

“O acusado é João Filho! Trata-se de um ex-presidiário parente da vítima, mas até o momento ninguém sabe informar o motivo do crime, pois, segundo populares, ele não tinha nada com Maria Aparecida, apenas que a matou” – relatou o cabo Sérgio, do GPM de Itainópolis.

Após cometer o bárbaro crime, João Batista fugiu e até o início da noite deste domingo não havia sido localizado. O corpo da vítima foi trazido para o IML de Picos e após os procedimentos de praxe liberado para a família providenciar o velório e sepultamento.
 

Compartilhe:

Comentar

1 Comentário

  1. NEGA MAZÉ

    Enquanto a Lei Penal , oferecer espaços para diminuir pena e beneficiar os assassinos, vão se renovando as formas de matar mulheres e filhos , gerando inadimplência e fortalecendo a violência Mata-se mais uma e a cria !!!

Veja Também